Contabilizei

Como se tornar Corretor de Seguros?

Atualizado em 26 ago 2020

Ser Corretor de Seguros é uma ótima alternativa para aqueles que possuem perfil empreendedor e buscam flexibilidade na carreira!

De acordo com o Valor Econômico, o setor cresceu 11% em 2019, o que comprova que Corretor de Seguros é uma das atividades com maior potencial de crescimento e atuando com um CNPJ você ainda pode economizar em impostos!

Desde a desregulamentação do segmento ocorrida em Novembro de 2019 diversos questionamentos surgiram, como “O que muda agora no mercado de seguros?” ou “Como ser Corretor de Seguros?”.

A Contabilizei estudou toda a situação desse incrível mercado para esclarecer as principais dúvidas surgidas após essa mudança. Vem com a gente corretor!

4 passos simples para se tornar um corretor de seguros

Quer saber como ser corretor de seguros? O blog da Contabilizei vai te explicar passo a passo o que você tem que se fazer para se tornar um corretor de seguros após as mudanças no setor. Vamos lá?

1. Obter Certificação oficial da ENS
(antiga FUNENSEG)

Na prática, poucas coisas mudaram mesmo com o lançamento da MP. Para aqueles que acham que qualquer um pode se tornar corretor de seguros, saiba que não é bem assim. O primeiro passo para qualquer pessoa se tornar corretor de seguros é se qualificar através do curso oferecido através da ENS (Escola de Negócios e Seguros), a única instituição reconhecida pela formação destes profissionais. Dê uma olhadinha no site da ENS para entender qual a unidade mais próxima de você e qual o curso se encaixa melhor para os tipos de seguros que você tem interesse em vender. 

CTA Corretor-A

2. Inscrição no IBRACOR

No dia 21/11/19 a SUSEP reconheceu o IBRACOR como instituição autoreguladora dos corretores de seguros. A partir desta data, todo o procedimento de filiação e cadastro deverá ser feito através do site do IBRACOR

O Ibracor exige que para a obtenção do registro o corretor possua a certificação oficial oferecida pela Instituição oficial de ensino e certificação (ENS).

A documentação exigida pelo IBRACOR é similar à lista exigida pela SUSEP. A grande mudança notada até o momento é a cobrança de tarifas para o serviço inscrição do registro PF ou PJ . Os valores variam de R$ 400 para o caso de PF e R$ 750 para a inscrição PJ. Para checar os detalhes das novas tarifas cobradas, acesse o site da Ibracor através deste link
Quer saber o passo a passo para realizar a sua Inscrição no Ibracor e obter seu registro PF ou PJ? Dê uma olhada nessa matéria da Contabilizei sobre todos os procedimentos necessários para obtenção do registro IBRACOR! 

3. Escolha entre trabalhar como PF ou PJ. Corretor PJ paga menos impostos

Corretor, você que já obteve seu certificado ENS e já realizou recebeu seu registro ao IBRACOR agora é hora de começar a atuar! E nós garantimos a vocês, uma das dúvidas mais comuns desse setor é: Vale mais a pena trabalhar como PF ou PJ? Saiba que Corretores PJ tem muito mais vantagens!
Atuando como Pessoa Jurídica você pode economizar muito em impostos se comparado à Pessoa Física? Sim! Dê uma olhadinha em nossa matéria do nosso blog sobre economia de impostos para corretores PJ clicando aqui e saiba o tamanho que da economia que corretores de seguros depois de abrir uma empresa!

Além disso, muitas seguradoras pagam mais comissão para corretores PJ! Quer saber quais ramos de atividade e tipos de empresa você pode abrir para atuar como corretor de seguros? Entre em Contato com a Contabilizei e um consultora especializada em Corretores de Seguros irá te ajudar!

Nota-se que há uma tendência no mercado de seguros em atuar de maneira cada vez mais regularizada. Percebe-se que muitas seguradoras já não aceitam corretores PF para vender seus produtos e incentivam cada vez mais a regularização através da pessoa jurídica.

É nesse ponto que a Contabilizei consegue te ajudar Corretor! Dê uma olhadinha na nossa página exclusiva de corretores de seguros e abra sua empresa gratuitamente com a Contabilizei!

Caso você seja corretor e já possua empresa aberta, migre sua contabilidade para a Contabilizei e tenha acesso à mensalidades acessíveis!

4. Realize o Cadastro nas Seguradoras

Estamos quase lá corretor, nesse momento você já tem sua empresa aberta e agora só resta cadastrar sua corretora nas seguradoras para que você possa iniciar suas vendas! Recomendamos que nesse momento você já tenha definido quais tipos de seguros vender e quais são as principais seguradoras que deseja trabalhar com esses produtos. Feito isso, basta visitar o site de cada seguradora na seção dedicada aos corretores de seguros. Lá será informada toda a relação de documentos necessária 
No geral as seguradoras não diferem muito da documentação exigida.

Obs: Corretor, só não se esqueça que após ter seu CNPJ você deverá efetuar a sua inscrição PJ no IBRACOR também para poder ter acesso aos cadastros nas seguradoras como PJ, ok?

Recomendamos então que tenham em mãos:

  • Ficha cadastral da seguradora preenchida e assinada
  • RG/CPF (dos sócios no caso de PJ)
  • Comprovante de quitação eleitoral,
  • SUSEP ou Inscrição IBRACOR, 
  • CNPJ, Contrato social e Inscrição Municipal (para o caso corretora PJ)
  • Termo de Deferimento Optante do Simples Nacional (Para o caso de corretora PJ)
  • Comprovante Bancário

Pronto Corretor!

Feito o cadastro nas seguradoras você já pode iniciar suas vendas!

Esperamos que esse artigo tenha contribuído para esclarecer o passo a passo para você saber tudo quando se perguntar: o que faço para virar corretor de seguros. Não esqueça de visitar a nossa página de corretores

Fique de olho em nosso blog! Enviaremos dicas e novidades sobre o mercado de seguros!

Obrigado

Assine nossa newsletter e
receba conteúdos exclusivos



Entre para a Contabilizei

Contabilizei

A Contabilizei é líder em abertura de empresas no Brasil e mantém esse blog para levar conteúdo de qualidade aos pequenos empreendedores.

Deixe um comentário

avatar